domingo, 18 de dezembro de 2011

A velha "boa nova"

Bem-aventurados os ricos e poderosos, pois deles é o reino, o poder e a glória para sempre, amém.

Bem-aventurados os que riem primeiro, segundo e por último, pois não precisam ser consolados e não podem ouvir os que choram.

Bem-aventurados os orgulhosos, pois continuarão donos da Terra.

Bem-aventurados os que têm fome e sede de injustiça, pois sempre se fartarão.

Bem-aventurados os implacáveis, pois serão temidos e jamais precisarão de misericórdia.

Bem-aventurados os sagazes manipuladores de almas, pois convencerão o mundo de que viram a Deus.

Bem-aventurados os que fazem guerra, pois serão chamados por si mesmos de deuses.

Bem-aventurados os perseguidores dos famintos de justiça, pois deles são o Reino, a República e os votos para sempre.

Bem-aventurados são vocês, quando, em meu nome, insultarem, perseguirem e falarem falsamente todo mal contra os seus oponentes. Alegrem-se e regozijem-se, porque grande é a recompensa de vocês aqui na Terra, pois vocês não são os primeiros a perseguir, e nem serão os últimos.

Um comentário:

Marcus Baridó (Teófilo LusoTupiniquim) disse...

É... e os apostrofos espalhados pela terra dizem àmim!